Ajin Demi Humans – Review

Tudo corria na mais perfeita ordem durante um conflito na África. Até que a batalha se intensifica e em meio ao caos um soldado de um dos lados da batalha simplesmente não continuava morto, não importava quantos tiros eles recebesse ou quantas explosões acontecem próximas a ele. Simplesmente o corpo dele se curava e ele voltava a atirar contra seus adversários. Rapidamente, um equipe secreta do governo foi até lá e capturou este que foi primeiro caso de Ajin registrado.

Nagai Kei

Kei é um Estudante cursando o ensino médio e tem sua vida transformada quando ao atravessar a rua é violentamente atropelado por um caminhão, morre e segundos depois volta a ficar vivo e com os ferimentos curados, o que o faz concluir que é um Ajin.

Devido a péssima fama e alta perseguição que esse “título” traz consigo, Kei esconde esse fato de todo mundo e tenta viver uma vida normal, mas agora percebe todo o preconceito que gira em torno dos Ajins. Percebe como as pessoas estão a vontade em assistir vídeos de Ajins sendo torturados e mortos uma vez atrás da outra.

A sociedade humana é tóxica para ele e todos iguais a ele. Nessa realidade sufocante, quase que por acaso ele descobre um cara que se auto-intitula Ajin e que está lá para lutar por todos os Ajins. O nome dele é Sato. Seria essa a forma de lidar com a sociedade?

Sato

Sato é líder do movimento Pró Ajin e não mede esforços para alcançar seus objetivos. Mas seu objetivo não é criar uma sociedade onde humanos e ajins vivam em paz e harmonia, ele quer na verdade acabar com a raça humana e ser o líder dos ajins na nova sociedade. Então assassinatos, chacinas e massacres não são mais do que ferramentas na mãos deles para alcançar esse novo mundo.

Muitos Ajins preferem manter-se no anonimato, porém a bandeira Pro Ajin levantada pelo Sato e suas sucessivas demonstrações de força ao atacar órgãos governamentais, deu aos Ajins a coragem que nunca tiveram de sair das sombras. Uma nova onde rebeliões começa a se formar. E quem vai na vanguarda é ninguém menos que o Sato.

Os Ajins

Altamente discriminados e perseguidos, sem direitos humanos, uma vez que esses direitos foram negados a eles, no momento que morreram e não permaneceram mortos. Os ajins não veem outra opção a não ser rebela-se contra o sistema, ou é o que a maioria deles pensa. Inicialmente Kei estava com eles mas percebe que indo por esse caminho eles nunca serão melhores que os humanos e da sua própria forma se alia aos humanos na guerra contra os Ajins.

Considerações Finais

Mortes sem precedentes. Conflitos intensos, assassinatos em massa e uma dose de sadismo. Isso é apenas uma palhinha do que será encontrado nos episódios de Ajin Demi-human. Além disso esse anime trás a tona para você diversos questionamentos do tipo: O que nos torna humanos? Até onde é válida as experiências com cobaias em laboratórios? Os humanos naturalmente são ruins? ou a sociedade os corrompe?

A animação é em um tipo de 3D e pode parecer estranha a princípio para quem está acostumado com trações menos “computadorizados”, mas seu enredo envolvente e seus questionamentos sobre a vida, o universo e tudo mais, acabam por deixar os gráficos de lado.

Se você gostou deste review e de conhecer um pouco mais sobre o universo de Ajin Demi-Human, aproveite para ler nossos outros artigos de review e conhecer ainda mais animes eletrizantes.

Add Comment